Qui05252017

Última atualizaçãoQua, 24 Mai 2017 6pm

Governo

Fernando Pimentel assume compromisso de governar Minas com a voz do povo

Em seu pronunciamento, durante cerimônia de transmissão do cargo, governador garante diálogo com servidores públicos e prefeitos mineiros

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, garantiu nesta quinta-feira (1º/01), no Palácio da Liberdade, ter como premissa um diálogo permanente com todos os cidadãos mineiros mas, em especial, com os mais carentes do Estado. Em seu discurso, na sacada da sede histórica do Governo de Minas, Pimentel reafirmou que todos os compromissos sociais e econômicos firmados durante o período eleitoral, como melhorias na segurança, saúde, educação, infraestrutura e desenvolvimento, serão cumpridos com firmeza e determinação.

“Assumo o compromisso de valorizar e dialogar com o funcionalismo público do Estado. Assumo o compromisso de transformar os hospitais regionais não em projetos de propaganda, mas em equipamentos úteis em todas as regiões, e de expandirmos o atendimento médico para toda a população. Assumo a meta de levar escolas infantis e ensino técnico para todo o Estado. Assumo a tarefa de aumentar a eficiência e a eficácia do nosso aparato de segurança. Assumo o compromisso de dialogar, de forma transparente e republicana, com todos os prefeitos e ajudá-los na busca por soluções para suas cidades. Assumo, enfim, este que é o maior desafio da minha vida pública, consciente de que não é possível fazer tudo, mas com a determinação de fazer tudo que for possível”, afirmou o governador.

Ao lado do vice-governador Antônio Andrade, Pimentel defendeu que a realização das ações só será possível com a participação popular. Segundo ele, o governo do povo é o que se reinventa e tem como premissa fundamental a de ouvir mais os únicos e verdadeiros donos do poder, os cidadãos de Minas.

“Quero ser o governador que não será uma voz, mas, sim, um porta-voz da vontade popular. Vamos criar e fortalecer canais de participação, de comunicação, de interferência e de influência nas decisões de poder. O governo do povo, o governo que queremos tem que atuar como uma grande e pulsante plataforma realizada interativamente com as pessoas. Essa é a minha missão, esse é o meu compromisso: menos poder para o governo, mais poder para as pessoas. Menos poder para poucos, mais poder para todos”, afirmou.

Nas mãos do povo
Fernando Pimentel destacou em seu discurso que fez questão de chegar ao Palácio da Liberdade ao lado dos mineiros de todas as regiões, de diferentes credos, etnias classes sociais. Representantes de diversas categorias foram homenageados pelo governador, participando da cerimônia ao lado de Pimentel.

“Mais do que um gesto simbólico, assumo a posição para qual fui eleito lado a lado com esses mineiros e mineiras que representam todos os filhos da nossa terra. À dona Lavínia, que está aqui, que veio lá do Norte de Minas, lá do São Francisco, quero dar a minha palavra de que seremos mais presentes e atenciosos com a região dela. Está aqui conosco a Kelly, do Aglomerado da Serra, e quero levar para ela e para todos o meu compromisso de levar aos bairros mais necessitados do nosso Estado, de todas as cidades, soluções para que todos tenham uma casa digna e o respeito que merecem. Está aqui seu José Mário, produtor de queijo na Serra da Canastra, onde estivemos juntos. Quero garantir a ele, e ele tem que ter a certeza de que os produtores rurais do nosso Estado terão um governo que vai honrar a atividade deles”, garantiu o governador.

Foto: Crédito: Wellington Pedro / Imprensa MG

 

 

 

Em Itabirito

Cemig se reúne com comunidade na PCH Rio de Pedras

A Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig promove, nessa terça-feira (18/11), a partir das 9 horas, o programa Proximidade na Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Rio de Pedras, localizada em Itabirito, na região Central de Minas. A reunião vai contar com a apresentação de palestras objetivas sobre os aspectos operativos do reservatório, a meteorologia, a segurança das barragens e as ações ambientais – com destaque para a forte estiagem da última estação chuvosa. A programação inclui, ainda, uma visita guiada à usina, para que a comunidade possa conhecer sua estrutura e funcionamento.

A proximidade é um programa criado pela Cemig para estreitar o relacionamento e, em conjunto com outras iniciativas, promover o desenvolvimento social das comunidades próximas às usinas da Concessionária. Em 2014, o programa já visitou as Usinas Hidrelétricas de Camargos e Itutinga, no Sul de Minas, Gafanhoto e Cajuru, No centro-Oeste de Minas e Aimorés, no Vale do Rio Doce.

A reunião é uma oportunidade de a Cemig informar à comunidade sobre o planejamento e condução dos processos da usina, principalmente em períodos de cheias, ou mesmo de seca severa, que podem causar eventuais alterações nas rotinas operacionais, como explica o gerente de Planejamento Energético da Cemig, Marcelo de Deus Melo.
As palestras vão ser dirigidas para a convivência com o período chuvoso. A apresentação da meteorologia vai abordar a crítica situação climática atual comparada aos anos anteriores, especialmente em relação às chuvas, mostrando os impactos nas bacias hidrográficas em todo o estado e na região centro-sul do Brasil.

Em complementação, a operação dos reservatórios terá como foco informar sobre o Regime Especial de Operação das Usinas, implementado pela Cemig para o período. “A Empresa vem convivendo com a atual situação de baixos níveis dos reservatórios e há uma preocupação em manter a garantia dos usos múltiplos da água”, ressalta o gerente.

PCH (Foto) A PCH Rio de Pedras está localizada no Rio das Velhas, afluente do São Francisco, na vizinha cidade de Itabirito. Com início de operação, ela possui capacidade instalada de 9,28 megawatts.

A PCH foi construída pela Prefeitura de Belo Horizonte, representando a principal iniciativa do poder público em Minas no campo da produção de energia elétrica, no início do século passado. Destinada ao abastecimento de Belo Horizonte, passou ao controle do capital privado estrangeiro, quando o grupo American and Foreign Power Co. (Amforp) adquiriu a concessão dos serviços de eletricidade da capital, por intermédio da Companhia Força e Luz de Minas Gerais (CFLMG).

Em 1964, a usina e os demais bens e instalações da CFLMG foram transferidos para o controle federal, em decorrência da compra das subsidiárias da Amforp pela Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás). Em 1973, Rio de Pedras passou a integrar o parque gerador da Cemig.

Programa Proximidade
De acordo com Marcelo de Deus, o programa tem ampliado a relação da Empresa com a população. “A partir da criação do Proximidade, conseguimos ampliar o relacionamento com várias comunidades do Estado”, destaca.

Desde 2005, a Cemig realiza uma série de ações que visa à integração com as comunidades das áreas de influência das usinas que sofrem com períodos de secas prolongadas ou cheias intensas, num relacionamento focado no esclarecimento da população. Além de repassar informações, a Empresa acolhe demandas da população e estabelece parcerias com lideranças comunitárias locais, representantes dos municípios da área de influência da hidrelétrica, órgãos e agentes responsáveis pela segurança e prevenção dos efeitos das enchentes como Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, além da imprensa regional.

O programa consiste na unificação das ações de relacionamento com comunidades e na realização de um ciclo de encontros visando explicar à população os procedimentos operativos e de segurança adotados nas usinas da Cemig, condições climáticas e aspectos ambientais, além de promover visita guiada às instalações das usinas.

Concebido a partir da ação conjunta entre as áreas de planejamento, engenharia, sustentabilidade, meio ambiente e comunicação da Cemig, o Programa Proximidade pretende assegurar maior confiabilidade à prática da operação dos reservatórios e, assim, orientar de maneira mais precisa as comunidades do entorno.

Foto: A PCH Rio de Pedras está localizada, na vizinha cidade de Itabirito/MG. Com início de operação, ela possui capacidade instalada de 9,28 megawatts.

Reforçando a segurança

Governador entrega viaturas para 34 municípios mineiros

Investimentos para melhoria do aparato policial em Belo Horizonte e no interior do Estado chegam a R$ 5,6 milhões

O governador Alberto Pinto Coelho entregou, nesta segunda-feira (12/05), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, 80 veículos para reforçar a segurança pública em 34 municípios de várias regiões do Estado (Foto). Foram investidos R$ 5,6 milhões, sendo R$ 4,9 milhões do Governo de Minas e R$ 700 mil da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A frota da Polícia Militar de Minas Gerais ganhará o reforço de 20 pick-ups para a Polícia de Meio Ambiente e de quatro lanchas, dois caminhões para o Regimento da Cavalaria Alferes Tiradentes e 28 motos, duas bases comunitárias móveis e 15 viaturas para a Polícia Rodoviária Estadual. Treze motos foram adquiridas com recursos da PRF e serão também serão utilizadas pela Polícia Rodoviária Estadual.

Ao entregar as novas viaturas, Alberto Pinto Coelho destacou os investimentos na área de Defesa Social, lembrando ser Minas Gerais o Estado que mais investe em segurança pública, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2012, realizado pelo Ministério da Justiça. Desde 2003, foram investidos cerca de R$ 47 bilhões.  O governador lembrou que muitos desses investimentos são oriundos de operações de crédito, as quais são possíveis em função do processo de gestão adotado no Estado, que busca sempre o equilíbrio das contas públicas.

“São em torno de 7.500 novos policiais militares que vão ampliar a nossa força policial em todas as regiões do Estado. Recentemente, paraninfei uma turma de 123 médicos legistas. Nos próximos dias, daremos posse a 95 peritos. Minas, hoje, tem pelo menos um delegado em cada comarca do Estado. É um grande esforço para que a gente possa, cada vez mais, nos orgulharmos das nossas forças policiais que, sabemos todos, são referências para as outras unidades policiais do país”, afirmou Alberto

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Márcio Sant´Ana, destacou a entrega das viaturas e a importância da renovação da frota para uma prestação de serviço eficiente ao cidadão. 

“Para a Polícia Militar é uma manhã festiva, onde celebramos a entrega de novas viaturas para os policiamentos montado, rodoviário e ambiental. É concretização de um trabalho profícuo. Estamos renovando a nossa frota e acrescentando mais meios para melhorar a nossa efetividade na prestação de serviços. Sabemos que os instrumentos a serem disponibilizados para o policial militar são meios fundamentais para que a nossa prestação de serviço satisfaça a exigência e a demanda do Estado e da nossa sociedade”, frisou o comandante da PM. 

Distribuição dos veículos

Pick-ups: Barbacena, Belo Horizonte, Bom Despacho, Coronel Fabriciano, Curvelo, Governador Valadares, Juiz de Fora, Lavras, Marliéria, Montes Claros (2), Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Salto da Divisa, São Gotardo, Teófilo Otoni, Uberaba, Uberlândia e Unaí.

Caminhões: Belo Horizonte (2)

Motos: Barbacena (2), Belo Horizonte (11), Bom Despacho (2), Curvelo (2), Governador Valadares (2), Ipatinga (2), Juiz de Fora (2), Lavras (2), Montes Claros (2), Patos de Minas (2), Poços de Caldas (2), Pouso Alegre (2), Teófilo Otoni (2), Uberaba (2), Uberlândia (2) e Unaí (2).

Bases comunitárias móveis: Belo Horizonte e Juiz de Fora.

Viaturas: Almenara, Arinos, Carangola, Conselheiro Lafaiete, Ituiutaba, Iturama, Januária, Manhuaçu, Mantena, Martinho Campos, Mateus Leme, São Gotardo, São Lourenço, Sete Lagoas e Varginha.

Lanchas: Bom Despacho, Curvelo, Lavras e Uberaba. 

Foto: AG. Estado / Divulgação 

Governador entrega 90 veículos para PC

Conselheiro Lafaiete recebe somente uma viatura 

Medida visa reforçar a segurança em todo o Estado  o trabalho de investigação da corporação

Com investimentos de R$ 3,6 milhões, o governador Alberto Pinto Coelho entregou, nesta sexta-feira (30/05), na Cidade Administrativa, 90 veículos para a Polícia Civil, beneficiando 53 municípios. São 70 Focus e 20 Sanderos, todos equipados para a atividade policial. Os veículos não são caracterizados como viaturas, porque se destinam a trabalhos estratégicos, nos quais a presença do investigador deve ser mantida de forma velada.

“Esses carros vão atender imediatamente mais de 50 municípios, mas o total de veículos adquiridos para as nossas forças policiais, em 2013 e 2014, é de 3.283 para atender a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros. Estamos preparando as nossas forças policiais cada vez mais, aumentando os contingentes e qualificando também com treinamentos e ensinamentos permanentes para fazer face ao desafio da segurança pública”, destacou o governador.

Dos equipamentos entregues nesta sexta-feira, 24 novos veículos serão destinados para Belo Horizonte com o objetivo de reforçar o trabalho de departamentos como os de investigação de crimes contra o patrimônio, de homicídios e de investigação antidrogas. Dos municípios da Região Metropolitana, serão beneficiadas unidades policiais de Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Ibirité, Santa Luzia, Nova Lima, Sabará e Vespasiano. 

O chefe da Polícia Civil, delegado-geral Oliveira Santiago Maciel, explicou os critérios que estão sendo utilizados para a distribuição das viaturas entre os municípios mineiros. “Fizemos um planejamento bastante específico, técnico institucional e criterioso. Estamos atendendo as 296 comarcas do Estado, que têm policiais civis e delegados, os municípios que estão envolvidos com a Copa do Mundo, e também os 15 municípios tidos como os mais violentos. Todos esses critérios foram levados em conta”, detalhou.

Renovação da frota

Os novos veículos integram o pacote de 436 viaturas já adquiridas pelo Governo de Minas, com investimentos de R$ 17,5 milhões e a serem entregues até o final do ano. Até o momento, já foram entregues 290 unidades. Em 2013, o Governo estadual investiu R$ 12 milhões na compra de 182 viaturas para a Polícia Civil, além de R$ 4,3 milhões, para a aquisição de 30 rabecões para a capital e o interior.  

No total, em 2013 e 2014, o Governo de Minas está investindo R$ 165 milhões para a compra de 3.283 viaturas, recursos que incluem aqueles provenientes de operações de crédito e emendas parlamentares. São carros para as polícias Civil e Militar e para os sistemas Prisional e Socioeducativo, a serem entregues até o final de 2014.  

O secretário de Defesa Social, Rômulo Ferraz, destacou que a entrega dos novos veículos faz parte de um esforço maior do Governo de Minas nos últimos anos para a reposição e renovação dos recursos materiais e humanos das forças policiais.

“Temos uma série de investimentos na área de logística, de inteligência, além de um esforço enorme, ao longo desse tempo, para a realização de todos os concursos possíveis para a Polícia Civil. Tivemos uma posse expressiva de novos delegados e, agora, estamos com concurso em andamento para investigador, que será uma reposição também muito importante”, afirmou. O Governo de Minas realizou ainda concurso para a contratação de escrivães e médicos legistas.

Delegacia Móvel

Durante a solenidade de entrega das viaturas, o governador Alberto Pinto Coelho visitou o interior do ônibus da Polícia Civil, que irá funcionar como a primeira delegacia móvel de Minas Gerais. A unidade tem previsão para entrar em funcionamento durante a Copa do Mundo e conta com tecnologia suficiente para dar suporte às pessoas que precisarem registrar ocorrências.

“Será mais um legado que o Estado vai receber com a Copa do Mundo. A delegacia móvel vai atuar em eventos do Mundial. Depois irá se integrar ao trabalho diário da Polícia Civil, da mesma forma que o Centro Integrado de Comando e Controle, instalado na Cidade Administrativa e permite o monitoramento de 1.380 pontos através de câmeras. Será um importante instrumento para o período dos jogos e, posteriormente, uma ferramenta fundamental para a Região Metropolitana de Belo Horizonte”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

Distribuição dos 90 veículos

Sandero: Belo Horizonte (2), Contagem (1), Conceição do Mato Dentro (1), Prudente de Morais (1), Juiz de Fora (4), Uberaba (1), Governador Valadares (1), Uberlândia (4), São Gonçalo do Abaeté (1), Montes Claros (1), Felixlândia (1), Sete Lagoas (1) e Aiuruoca (1). 

Focus: Belo Horizonte (22), Contagem (1), Betim (1), Ribeirão das Neves (1), Ibirité (1), Vespasiano (2), Santa Luzia (1), Nova Lima (1), Sabará (1), Ubá (1), Muriaé (1), Uberaba (2), Araxá (1), Frutal (1), Lavras (1), Varginha (1), Três Corações (1), Campo Belo (1), Divinópolis (1), Governador Valadares (2), Ituiutaba (1), Patos de Minas (1), Montes Claros (2), Januária (1), Ipatinga (1), Caratinga (1), João Monlevade (1), Ponte Nova (1), Manhuaçu (1), Barbacena (1), Conselheiro Lafaiete (1), São João del-Rei (1), Curvelo (1), Capelinha (1), Pedra Azul (1), Nanuque (1), Unaí (1), Pouso Alegre (1), Itajubá (1), São Lourenço (1), Poços de Caldas (1), Alfenas (1), Passos (1), Guaxupé (1) e São Sebastião do Paraíso (1).

Foto: Divulgação / Ag. Estado

 

 

Minas

Encontro internacional de juristas em Ouro Preto

O governador de Minas, Alberto Pinto Coelho, participou na noite de domingo (04/05), em Ouro Preto, da abertura do encontro da Comissão Europeia para a Democracia através do Direito, mais conhecida pelo nome de Comissão de Veneza, órgão consultivo do Conselho da Europa sobre questões constitucionais. É a primeira vez que o encontro está sendo realizado no Brasil.

Durante os dois dias de reuniões e debates, segunda-feira (05/05) e terça-feira (06/05), ministros de Suprema Corte e especialistas de 20 países discutirão o papel dos juízes na proteção dos direitos econômicos e sociais, incluindo as respostas que esses profissionais podem dar às medidas de austeridade e de alocação de recursos durante uma crise econômica.

Participaram também da cerimônia de abertura o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, a ministra do STF Cármen Lúcia, o presidente da Comissão de Veneza, Gianni Buquicchio, e o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Joaquim Herculano. 

Foto: Ag. Estado

 

Copa do Mundo

Militares se preparam para guerra de emoções 

Policiais militares do 31º BPM, 9ª Cia. PM IND. e 4º Pelotão da 13ª Cia. PM IND. MAT em Conselheiro Lafaiete participarão de um treinamento de capacitação para Operações de Controle de Distúrbios. 

O exercício prático aconteceu na sede do 31º BPM,  com a finalidade é capacitar os policiais militares que comporão o Pelotão “Resposta”, durante a realização dos jogos da Copa do Mundo 2014. 

Em um Workshop da 13ª Região da Polícia Militar, ocorrido no ano de 2013 originou, após as reuniões, o Plano de Ação da 13ª Região, com a finalidade de treinar e capacitar os policiais militares para o ano de 2014, frente aos grandes eventos que acontecerão no ano durante os jogos da Copa do Mundo no Estado de Minas e Eleições.

Foto: Divulgação / Em Belo Horizonte, diversos treinamentos tem acontecido para total segurança do evento 

 

Manifestantes

Grevistas fecham a Avenida Afonso Pena e BR-040

Por: Portal EM

Luana Cruz ; Cristiane Silva; Guilherme Paranaiba

Servidores municipais em greve se reúnem no Centro de BH para assembleia. Jovens beneficiados pelo Poupança Jovem protestam na BR-040. Ainda há funcionários de fábrica de refrigerantes e da limpeza urbana mobilizados em Ribeirão das Neves

Manifestações complicam o trânsito na Região Metropolitana de Belo Horizonte nesta terça-feira. São pelo menos quatro protestos em pontos diferentes com avenidas e rodovias fechadas. Os casos de maior impacto são as mobilizações de funcionários  da PBH, na Avenida Afonso Pena, e de jovens beneficiados pelo Programa Poupança Jovem, na BR-040. 

Os servidores municipais da capital estão reunidos na manhã para uma assembleia para decidir os rumos da greve, que começou no dia 6 de maio. Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), o grupo fechou o trecho da Avenida Afonso Pena em frente à PBH, no sentido rodoviária/Mangabeiras, onde a reunião deve acontecer. Segundo a BHTrans, o desvio para os motoristas deve ser feito pela Rua da Bahia. Um grupo de trabalhadores passou a noite e a madrugada acampado na porta do prédio e deve permanecer no local pelo menos até o fim da semana.

Participam do movimento os profissionais da saúde, educação, administrações regionais, fiscalização, limpeza urbana, e outros setores. Eles exigem 15% de reajuste salarial e aumento do vale-alimentação para R$ 28, além de reivindicações específicas de cada área. Na última assembleia realizada pela categoria, no dia 14, a proposta de reajuste de 5,56% e R$ 1,00 a mais no vale-alimentação foi rejeitada.

Saiba mais...

Trabalhadores da SLU liberam a BR-040 depois de 6h de protesto Em greve, servidores municipais acampam na porta da PBH No décimo dia de greve, servidores municipais protestam na Avenida Afonso Pena Servidores da Prefeitura de BH decidem manter greve

Outras três manifestações também prejudicam o trânsito em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Jovens fecharam a BR-040, altura do km 508 no sentido Sete Lagoas/BH, protestando contra o corte da Poupança Jovem, ajuda de custo que o governo oferece para adolescentes em vulnerabilidade social que concluíram o ensino médio e obtiveram a pontuação mínima anual exigida em Atividades de Formação Complementar. Os manifestantes queimaram pneus, interditando o trânsito. 

Os jovens são alunos da Escola Estadual Professor Helvécio Dahe. Eles alegam que não receberam os R$ 1 mil anuais destinados aos estudantes cadastrados no programa. A final de três anos de ensino médio os jovens deveriam ter recebido R$ 3 mil. Muitos dizem que contavam com esse dinheiro para ajudar em casa. 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante o fechamento da estrada ocorreram três batidas traseiras de motoristas que não conseguiram parar no trecho interditado pela manifestação. Uma pessoa ficou ferida e já foi socorrida ao hospital. 

Por volta de 10h30, a pista da BR-040 foi liberada restando apenas os trabalhos de limpeza da pista. 

Também na BR-040, funcionários de uma fábrica de refrigerantes estão tumultuando o tráfego porque impedem a entrada e saída de caminhões em reivindicação por melhores condições de trabalho. Na LMG-806, servidores da limpeza urbana também estão mobilizados em manifestação como parte da campanha salarial. A Polícia Militar (PM) acompanha os três protestos, que são pacíficos. 

Foto: EM