Qua06282017

Última atualizaçãoQua, 28 Jun 2017 12pm

Agricultura familiar

Na cidade de Ouro Branco

Escolas recebem 3,5 toneladas de alimentos.

A Prefeitura de Ouro Branco/MG recebeu a primeira remessa em 2017 dos alimentos produzidos por meio do trabalho dos produtores rurais de Ouro Branco e que são destinados a produção da merenda de 21 entidades (escolas municipais e projetos conveniados: Apae, Projeto Vem Ser, Creches Porta dos Sonhos e Semente de Luz). Nessa primeira remessa foram recebidas 3,5 toneladas de alimentos entre hortaliças compactas e folhosas, quitandas, frutas e rapadurinha.

Esse trabalho conjunto com os produtores rurais cumpre a Lei Federal nº 11.947/09 que determina que sejam investidos 30% da verba do PNAE com a agricultura familiar local. O processo de aquisição dos alimentos ocorre por meio de chamada pública.

A Associação de Agricultura Familiar de Ouro Branco (AAGRIFAM) possui 76 agricultores cadastrados. O projeto de venda para 2017 prevê parceria com 36 desses agricultores. Vale lembrar que a Lei estipula que a PMOB só pode comprar anualmente R$ 20 mil de cada produtor que deve apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

Todas às segundas-feiras a Prefeitura recebe os alimentos dos produtores rurais, divide os itens entre as escolas e encaminha os alimentos para cada instituição. O projeto determina a venda de 28 itens entre abóbora moranga, alface, couve, salsinha, cebolinha, fubá, feijão, batata, cenoura, tomate, chuchu, mandioca, banana, limão, goiaba, melancia, inhame, quitandas e rapadurinha 30 g, entre outros.

Vice-prefeito e secretário interino de meio ambiente e desenvolvimento sustentável Dr. Celso e a gerente de Agricultura Regina Célia, equipe da secretaria de educação e produtores rurais , acompanham a triagem dos alimentos que serão encaminhados para as escolas.

Foto & texto: Assessoria de Comunicação - PMOB