Seg04242017

Última atualizaçãoSab, 22 Abr 2017 6pm

Comunidade

Geral

Cadastro

A oportunidade de uma casa própria

Prefeitura iniciará pesquisa para implantação de moradias populares.

A Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete/MG iniciará na próxima segunda-feira a Pesquisa de Demanda Habitacional, cujos resultados serão enviados à COHAB-MG para verificação dos tipos de empreendimentos habitacionais mais adequados ao município, de acordo com os Programas Habitacionais vigentes.

O público alvo para a pesquisa são famílias interessadas em adquirir moradia financiada, cujas rendas brutas estejam dentro das seguintes faixas: renda até R$ 1.800,00 - Faixa 1; de R$ 1.800,01 a R$ 2.400,00 - Faixa 1,5; de R$ 2.400,01 a R$ 4.000,00 - Faixa 2 e de R$ 4.000,01 a R$ 9.000,00 - Faixa 3.

A pesquisa será realizada no período de 24 de abril a 12 de maio de 2017, nas unidades dos Centros Regionais de Assistência Social (CRAS). A Secretária de Desenvolvimento Social, Magna Cupertino, informa que o horário será de 08h as 16h.

Locais de coleta dos dados:
CRAS - UNIDADE 1 - BAIRRO SANTA CRUZ
Rua Rogério Rettoni, nº 100-A- Telefone: 3769-2664
CRAS - UNIDADE 2 - BAIRRO REZENDE
Rua Maria José de Souza, nº 574 - Telefone: 3721-5493
CRAS - UNIDADE 3 - BAIRRO ROCHEDO
Rua Ito Alves, nº 175 - Telefone: 3769-2630
CRAS - UNIDADE 4 - BAIRRO SÃO JOÃO
Rua Adolfo Siqueira, nº 1011 - Telefone: 3762-3988
SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
Praça Barão de Queluz, nº 15 (antigo Fórum) - Telefone: 3769-2613

Foto: Ilustração / Divulgação Internet

BR 040

Por mais segurança

Mais uma manifestação deixa o domingo conturbado na rodovia.

Neste domingo (2/4), moradores da localidade de Pedra do Sino, cidade de Carandaí/MG realizaram uma manifestação com queima de pneus na rodovia federal. O tumulto impediu o fluxo de veículos e deixou motoristas irritados.

A reivindicação da população do distrito busca maior segurança na travessia da rodovia, depois da primeira morte registrada neste ano, várias reuniões com a concessionária do trecho têm ocorrido, para encontrar soluções.

Foto: Jair Noranha Avelar / Leitor Jornal Estadoatual - Momento da manifestação 

Campanha

Um trabalho filantrópico

Lacre de latinhas valem cadeiras de rodas.

Teve início neste mês de fevereiro, mais uma campanha filantrópica intitulada “Lacre Solidário”. O trabalho é uma iniciativa da Loja Maçônica Acadêmica Libertas Homini e entidades paramaçônicas de Conselheiro Lafaiete/MG.
A campanha tem como objetivo a doação de cadeira de rodas para instituições ou pessoas necessitadas, para isto, todos precisam colaborar juntando lacres de latinhas de alumínio.

Conforme organização, a cada 80 kg de lacres, ou aproximadamente 140 garrafas pets de 2 litros, a Loja doará uma cadeira de rodas. Uma oportunidade para você mostrar seu espirito filantrópico. Pontos de coletas serão divulgados posteriormente, atualmente as doações acontecem na Gráfica Imprimir, com sede no bairro da Chapada.

Está campanha também é sua, participe!
 

Facebook da campanha:
https://www.facebook.com/lacresolidariocl

Foto:  Ilustração/ Divulgação Internet 

Frota sucateada

Prefeitura recupera veículos abandonados

O Departamento da Garagem da prefeitura de Conselheiro Lafaiete/MG vem atuando na recuperando da uma frota de veículos sucateada pelos últimos anos. Segundo a administração municipal, veículos leves e pesados que estavam parados, já estão prestando serviços à comunidade. Entre os veículos recuperados, atualmente em uso, um caminhão basculante que estava sem funcionar há quatro anos e um rolo compressor, fundamental para recuperação da manta asfáltica no município.

Foto: PMCL / Assessoria de Comunicação 

Balanço anual

MRS registra redução de 20% no número de acidentes

Fonte / www.mrs.com.br (Site institucional da empresa)

A EMPRESA MRS REGISTRA REDUÇÃO DE 20% NO NÚMERO DE ATROPELAMENTOS E ABALROAMENTOS. NESTE ANO, A IMPRUDÊNCIA FOI A CAUSA DE 87% DOS ACIDENTES.

Em 2016, ao longo dos 105 municípios nos quais a empresa está presente foram registrados 94 acidentes envolvendo comunidades. Isto representa uma média inferior a um acidente por cidade ao longo de todo o ano passado. Se compararmos esses números ao realizado em 2015, ano em que houve 118 atropelamentos ou abalroamentos, chega-se a uma redução expressiva de 20,3%.

“Mesmo com os resultados alcançados através do bom andamento dos trabalhos de segurança e das ações de conscientização, em geral, infelizmente, ainda presenciamos atitudes imprudentes na ferrovia, por este motivo precisamos continuar disseminando a cultura de segurança”, ressalta o gerente geral de Faixa de Domínio e Interferências Uascar Carvalho.

Foto /  Divulgação MRS / Editoria de Arte  - www.mrs.com.br

Revolta

Idosa é atropelada na 040

Protestos paralisam rodovia na região de Pedra do Sino.

Na noite deste domingo (5/3), uma idosa de 80 anos, que seguia para sua igreja, foi atropelada na localidade de Pedra do Sino, ao tentar atravessar a rodovia BR 040, próximo ao KM 660.

Socorrida, a vítima identificada como Geni de 80 anos, foi encaminhada para atendimento na cidade de Barbacena/MG. Revoltados, parentes e amigos tentaram paralisar o trecho e entraram em uma discussão com a polícia; o protesto gerou queima de pneus e fechando os dois lados da rodovia, causando mais de 1 km de paralização nos dois sentidos da pista.

Foto: Divulgação Rede Social / CDINews – Momento da revolta envolvendo moradores da localidade de Pedra do Sino

Informe oficial

LGA Mineração e Siderurgia

Empresa comenta em nota oficial a respeito do acidente envolvendo funcionário.

Por: Assessoria de Comunicação
A LGA Mineração e Siderurgia, empresa que desde 2007 atua na comercialização de minérios e ativos minerais, lamenta o acidente ocorrido na madrugada do dia 23 de janeiro de 2017, na planta do Distrito de Lobo Leite, município de Congonhas (MG). O funcionário, operador de produção, Washington Rodney Silveira, solteiro, residente em Lobo Leite, perdeu o seu membro superior direito (braço). A empresa, imediatamente após o acidente, tomou todas as providências necessárias: primeiros socorros, acionou a equipe do SAMU e, posteriormente, transferiu o funcionário para Belo Horizonte (MG) para um melhor atendimento. Washington passa bem após ser submetido por cirurgia. A previsão segundo os médicos é de que ele deixe o hospital no próximo sábado (28).

Conforme determinado pela legislação nesse tipo de situação, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA com atuação na LGA Mineração e Siderurgia já iniciou a investigação do acidente, inclusive facultando ao sindicato presença nessa reunião. A companhia está à disposição dessa comissão para colaborar com o que for necessário para uma eficiente averiguação. O resultado da investigação ainda não saiu. Paralelamente, a empresa está dando todo apoio e suporte aos familiares de Washington. Inclusive, uma das prioridades da LGA neste momento é focar no atendimento pessoal à vítima e seus familiares, prestando todo atendimento necessário, com respaldo de uma equipe de psicólogos.

A LGA ressalta que além de manter uma política rigorosa de segurança do trabalho estava há 403 dias operando sem nenhum acidente com afastamento em sua planta. Além disso, todos os funcionários passaram por todos os treinamentos necessários e cabíveis.

A empresa reitera seu compromisso com a segurança dos colaboradores e informa que vêm investindo constantemente em medidas e treinamentos preventivos, e que os mesmos continuarão sendo extensivamente realizados.

Relembre o caso
http://www.estadoatual.com.br/comunidade/100-geral/2541-acidente-de-trabalho-25-1-2017

Álbum de figurinha

Cidade recebe um lançamento cultural

Gerações viveram esta febre do hábito de colecionar, trocar e colar as tradicionalíssimas figurinhas em álbuns de figurinhas. Agora, graças à criatividade do empresário e publicitário, Afonso Rocha, conhecido como “Rochinha” (Foto), Conselheiro Lafaiete pode retornar com um pouco, desta antiga paixão.

Para a realização do projeto, o idealizador vem tentando buscar ajuda de patrocinadores e dos empresários locais, que utilizam o projeto para demonstrar o apoio cultural da sua marca, nas páginas do novo álbum de figurinha. Segundo “Colinha”, a ideia surgiu há três anos com a busca de colaboradores para bancar a iniciativa.

As fotos antigas chamam atenção dos leitores e foram cedidas pelo museu da cidade. (Museu e Arquivo Antônio Perdigão). No total, o álbum revista compõe de 160 imagens antigas, que conta a historia da cidade.

“Achei impressionante, desde o lançamento, as pessoas demonstram que realmente gostam do município, isto é apaixonante. Elas afirmam que gostaram muito da ideia e que as imagens as fizeram lembrar a infância, os mais jovens têm demonstrado muita curiosidade pela iniciativa. As pessoas estão muito empolgadas", finalizou o publicitário.

Vendido nas bancas de jornal
Em todas as bancas da cidade é possível encontrar o álbum "Queluz de Minas ? Conselheiro Lafaiete: sonho e encantamento". Ele está sendo vendido a R$ 6 e o pacote com cinco figurinhas custa R$ 3.

Foto: Jornalista Carlos Pacelli / Afonso Rocha, conhecido como “Rochinha” seu álbum conta uma pequena história da cidade, além de trazer explicações sobre o brasão e a bandeira do município

Acidente de trabalho

Sindicado denuncia um ritmo alucinante na produção

Operador Teve o braço amputado numa correia transportadora

Na madrugada de segunda-feira (23/1), um funcionário da empresa LGA Mineração na cidade de Congonhas, se acidentou no momento que realizava manutenção numa correia transportadora. O homem de 30 anos teve seu braço direito prensado; após atendimento o funcionário passou por um processo cirúrgico e teve o membro amputado.

O acidente tem sido acompanhado pelo Sindicato Metabase Inconfidentes que informou durante uma reunião, na tarde desta quarta-feira (24) que lamenta o fato e realiza investigações por parte dos órgãos competentes, para proteger os trabalhadores.

Nota oficial
Sindicato Metabase Inconfidentes
“Infelizmente, assim como em tantos outros setores, na mineração é comum que companheiros e companheiras tenham sua integridade em risco no ambiente de trabalho, na LGA não é diferente. Isso é assim devido aos rítmos alucinantes, às jornadas exaustivas, à pressão e às condições de segurança negligenciadas pelos chefes e patrões. Com cenários de crise econômica a coisa piora para o trabalhador: é mais pressão para trabalhar por dois ou até por três, pois aumentam as demissões e fazem quem fica trabalhar mais, sempre ameaçando de demissão”.

Foto: IlustraçãoO Operador de Produção de 30 anos teve seu braço amputado no acidente, em uma correia de transportadora